Tratamentos estéticos tão eficazes para a autoestima quanto cirurgias

O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking dos países que mais realizam cirurgias plásticas no mundo. São 1,5 milhão de procedimentos por ano, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Lideram o ranking os procedimentos de lipoaspiração e implante de prótese mamária.

Contudo, quando se considera que a autoestima é uma das principais razões que levam alguém a recorrer a uma cirurgia plástica, vale ressaltar que a tecnologia disponibiliza hoje tratamentos estéticos que, nesse quesito, são tão eficazes quanto uma cirurgia e muito menos invasivos.

“Procedimentos menos invasivos são uma ótima opção para quem não deseja arriscar uma cirurgia, mas quer manter a autoestima em dia. Eles têm risco mais baixo de contaminação, recuperação mais rápida e exigem um investimento mais baixo, além de garantir resultados em pouco tempo”, comenta a Dra. Aline Caniçais, especialista Fisioterapeuta Dermatofuncional da HTM Eletrônica, indústria referência no desenvolvimento e fabricação de equipamentos eletromédicos e estéticos.

Divulgação